Cine Debate no Museu + Clínica Devir

Na noite de ontem, 28 de novembro de 2022, às 19h30 no auditório do Museu, , aconteceu no a exibição do filme “Medida Provisória”, marcando a primeira edição do projeto que vem sendo pensado para ter sua continuidade nos próximos meses.

O longa-metragem estrelado por Alfred Enoch, Taís Araújo e Seu Jorge, e dirigido por Lázaro Ramos, no qual foi inspirado na peça teatral “Namíbia, Não”, escrita por Aldri Anunciação. A obra se passa em um futuro Brasil distópico preconceituoso e racista. A ficção especulativa distópica apresentada no filme age enquanto intervenção social, instigadora de controvérsias do e no espaço público. 

Após a exibição Rafael da Silva Tassotti, psicólogo graduado pela Unijuí e pesquisador na área de psicanálise e cinema; e Nathália das Neves Teixeira, Advogada, Especialista em Direito Tributário, Pós-graduanda em Direito Civil e Processo Civil e Mestranda em Direitos Humanos pela UNIJUÍ, formaram a mesa de debate, estimulando o público presente a refletir sobre as questões abordadas pelo filme, promovendo assim um espaço de diálogo que interligava os participantes e a obra. 

O Cine Debate é uma iniciativa do Museu Antropológico Diretor Pestana, em parceria com a Clínica Devir, no qual serão disponibilizados longas-metragens em determinados meses para discutir, de forma coletiva, as questões que transcorrem sobre eles. A partir da exibição a comunidade é convidada a se inserir nas reflexões através de facilitadores que auxiliarão no movimento da roda de conversa. 

 


Conversa virtual sobre práticas museológicas acontece na próxima terça-feira no canal de Youtube do Museu

Na próxima terça-feira, dia 29 de novembro, às 15h, acontecerá a transmissão da conversa virtual “Práticas museológicas em reserva técnica”, no Canal do Youtube do Museu (https://www.youtube.com/museuantropologicodiretorpestana), no qual abordará os resultados do projeto Mecenato de revitalização da reserva técnica, que encontra-se na reta final. A conversa visa problematizar os processos desenvolvidos, bem como os desafios da documentação e da conservação dos objetos.

O encontro terá a presença de Noris Leal, Doutora em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas - UFPel. Professora Adjunta e membro colegiado do Bacharelado em Museologia - UFPel; e Aline Mota, bacharel em Museologia pela Universidade Federal de Pelotas e Museóloga do Museu Antropológico Diretor Pestana - Ijuí.

O objetivo desta conversa virtual é apresentar à comunidade as melhorias executadas em prol da preservação do acervo em reserva técnica desenvolvida por meio do Projeto Plano Plurianual de Atividades: Documentação Museológica e Manutenção do Acervo do Museu Antropológico Diretor Pestana aprovado pelo Ministério da Cidadania, PRONAC 192683, com captação e execução de 2020 a 2022.

Os participantes do evento receberão a certificação de participação de 2h. Inscrições disponíveis através do link: https://forms.gle/EyBmt2GQynjDUwru6

 


Museu realiza Conversa Virtual sobre Consciência Negra

Na manhã de hoje, dia 17 de novembro de 2022, aconteceu a conversa virtual “Consciência Negra: o negro na história do Brasil e o racismo”, evento online realizado pelo Museu Antropológico Diretor Pestana (Ijuí) em parceria com Museu Marcos Bresolin (Pejuçara) e Centro Cultural Jorge Logemann (Horinzontina), instituições de cultura da região noroeste do estado.

A mesa de conversa foi integrada por Nathalia das Neves Teixeira, advogada, especialista em Direito Tributário, pós-graduanda em Direito Civil e Processo Civil e Mestranda em Direitos Humanos pela Unijuí e Sandro Máximo Campos da Silva, professor da rede pública de Ijuí e Mestre em Educação nas Ciências, no qual abordaram temáticas históricas e atuais sobre o racismo, convidando o público para refletir sobre questões que permeiam o assunto.

Para quem perdeu a transmissão é possível acompanhar na íntegra a conversa no Canal do Youtube do Museu, clicando aqui. 

A atividade contou com mais de 480 participantes, contemplando escolas de Ijuí e região marcando assim mais uma atividade do Museu relacionada ao Mês da Consciência Negra.

Já deixamos o convite para a próxima atividade do Museu: o Cine Debate. No dia 28 de novembro, às 19h30 no Auditório do Museu, será exibido o filme “Medida Provisória", longa-metragem estrelado por Alfred Enoch, Taís Araújo e Seu Jorge, e dirigido por Lázaro Ramos, no qual foi inspirado na peça teatral “Namíbia, Não”, escrita por Aldri Anunciação.

O evento que tem entrada gratuita será promovido em parceria com a Clínica Devir.

Participe!

 


Projeto de conservação e difusão do acervo de imprensa e a valorização da memória social

O projeto “Difusão da memória social através da imprensa em ljuí e Rio Grande do Sul: conservação do acervo de jornais e acesso eletrônico às publicações sobre a revolução farroupilha (1838-1840) e o cooperativismo regional (1973-1994)” está na fase de execução pela Associação de Amigos do Museu  Antropológico Diretor Pestana e o MADP. O projeto é financiado pelo Pró-Cultura RS - Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Edital SEDAC nº 07/2021 do Concurso FAC Patrimônio.

Dois equipamentos foram adquiridos para a melhoria do laboratório de reprodução documental, local onde os documentos do acervo preservado pelo Museu são digitalizados para gerar arquivos digitais de representação dos originais, de modo a facilitar o acesso ao conteúdo pelos pesquisadores e evitar o manuseio, contribuindo para a conservação do papel e de outros materiais preservados. O primeiro equipamento a ser instalado foi um ar-condicionado para a manutenção das condições climáticas do ambiente, conforme os padrões recomendados de temperatura e umidade relativa do ar, monitorados diariamente. O segundo equipamento instalado foi um scanner de mesa para documentos de grande dimensão como jornais, cartazes e mapas, que inclui vários tamanhos como A3 e A2. A digitalização de 2 páginas de jornal, por exemplo, pode ocorrer em menos de 40 segundos, mantendo-se a alta qualidade de resolução em formato recomendado por normas arquivísticas. No projeto, os documentos selecionados para a reprodução de preservação e de acesso à pesquisa foram as edições Cotrijornal (1973-1994) e O Povo (1838-1840).

Para a atividade de digitalização, contratou-se uma estagiária do curso técnico de informática da Escola Técnica Estadual 25 de Julho, que muito tem contribuído com o processamento.   

 

Amanda Keiko Higashi, Arquivista do Museu Antropológico Diretor Pestana.

 


Projeto de conservação e difusão valoriza a memória social do Rio Grande do Sul através do acervo de imprensa

A Associação de Amigos do Museu  Antropológico Diretor Pestana e o MADP estão executando o projeto “Difusão da memória social através da imprensa em ljuí e Rio Grande do Sul: conservação do acervo de jornais e acesso eletrônico às publicações sobre a revolução farroupilha (1838-1840) e o cooperativismo regional (1973-1994)”, através de financiamento do Pró-Cultura RS - Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Edital SEDAC nº 07/2021 do Concurso FAC Patrimônio. O projeto tem como meta geral a aquisição de equipamentos para conservação preventiva do acervo de jornais e a digitalização de alguns títulos dessa coleção, a fim de garantir a preservação em longo prazo dos originais, por meio do acesso aos representantes digitais e seu inventário pela internet. A hemeroteca existente no Museu representa a memória da imprensa de Ijuí e parte do Estado do Rio Grande do Sul, incluindo exemplos como, Jornal da Manhã (ainda produzido desde 1973), Correio Serrano (1917-1988) e Die Serra Post (1919-1984). As ações executadas prevê melhorias no armazenamento dos originais de toda a coleção e facilitará a consulta das edições dos títulos Cotrijornal (1973-1994) e O Povo (1838-1840). O Cotrijornal, produzido pela Cooperativa Tritícola Serrana Ltda (COTRIJUÍ), reúne 225 edições e integra a memória do movimento cooperativista gaúcho, um tema bastante procurado nas áreas que tratam do desenvolvimento regional. O Povo é caracterizado como um jornal político, literário e ministerial da República Rio Grandense, que foi produzido pelo governo em Piratini no período que abrange a Revolução Farroupilha. Assim, como toda instituição que preserva documentos de valor histórico, o Museu busca garantir as condições adequadas de conservação, como também garantir o acesso da comunidade ao patrimônio documental.

 

Amanda Keiko Higashi, Arquivista do Museu Antropológico Diretor Pestana.

 


De forma gratuita, Museu abre neste domingo para celebrar a “16ª Primavera dos Museus”

Com entrada gratuita, o Museu abre neste domingo, dia 25 de setembro, para celebrar mais uma edição da “Primavera dos Museus”, que neste ano traz a temática sobre a “Independências e museus: outros 200, outras histórias”, tema escolhido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para a temporada de eventos socioculturais, a serem realizados durante a 16ª da edição.

O início das atividades acontecerá a partir das 14h, onde a comunidade será convidada para visitação nas Exposições Temporárias “Feito à Mão” e “Afro-brasileiros no noroeste do RS”, e também prestigiar a Exposição de Longa Duração, exposição que retrata a ocupação e presença humana em Ijuí e região.

Também acontecerá a primeira interação do público com os jogos virtuais do Madp,  no qual a instituição foi contemplada na 8ª edição do Prêmio Darcy Ribeiro 2021 e apresentará os produtos desenvolvidos.

Com a ação identificada como “Produção de Jogos Virtuais Educativo para o Museu Antropológico Diretor Pestana”, a comunidade poderá entrar em contato com as duas produções:  o jogo “Território”, onde por meio de fases, o usuário deverá montar um mapa sobre a ocupação do território do Rio Grande do Sul, ocupação que compreende desde os primeiros habitantes há 12 mil anos, percorrendo um caminho que nos traz até os dias atuais. O jogo apresenta o conceito de território na concepção indígena, que é bastante diferente da lógica implantada pelo colonizador.

Outra proposta é a produção de “Quebra-cabeças Virtuais'', que a partir da escolha do jogador, deverá montar o quebra-cabeças com fotos do acervo do Museu possibilitam de maneira lúdica, a apropriação de informações sobre a história de nosso município e região. 

Você é o nosso convidado, venha nos visitar!

 


Encontro no Museu

Em parceria com a Associação Ijuiense de Proteção ao Meio Ambiente Natural - AIPAN, Ponto de Cultura, o Museu Antropológico Diretor Pestana promove o  Encontro “Tecendo com as mãos: a prática do crochê”, na Sala de Pesquisa, com entrada gratuita.

Esta atividade traz como foco a valorização da cultura popular materializada pelo saber e pelo fazer sobre peças têxteis. A partir de uma roda de conversa mediada por Vera Lúcia Silva, a comunidade será convidada a trocar experiências e práticas relacionadas ao ofício do crochê.

A oficina está relacionada à Exposição Temporária “Feito à mão: representações do acervo têxtil do Madp”, também se fazendo presente na programação do 4º Dia Estadual do Patrimônio.

O evento busca interligar atividades de nível estadual para fortalecer o reconhecimento e  valorização das referências culturais regionais, especialmente com ações que busquem refletir sobre os direitos e deveres com relação ao patrimônio cultural. 


Feito à  mão: representações do acervo têxtil do Madp

Exposição Temporária

A Exposição Temporária “Feito à  mão: representações do acervo têxtil do Madp” busca reconhecer artefatos e práticas como materialidade e imaterialidade da cultura popular por meio do acervo salvaguardado no Museu.

Este acervo caracterizado como têxtil, remete às peças confeccionadas a partir de fios e tecidos, apresentando assim diferentes técnicas e práticas relacionadas à produção destes materiais, como por exemplo o crochê, tricô, bordado e outros.

A Exposição que acontece em parceria com a Associação Ijuiense de Proteção ao Meio Ambiente Natural - AIPAN, tem início a partir do dia 26 de julho, terça-feira, permanecendo no Espaço Ijuí Hoje até o dia 30 de setembro. Não perca! 

 

Atividade Dia Estadual do Patrimônio

Em parceria com a Associação Ijuiense de Proteção ao Meio Ambiente Natural - AIPAN, Ponto de Cultura , o Museu Antropológico Diretor Pestana promove o  Encontro “Tecendo com as mãos: a prática do crochê”, na Sala de Pesquisa, com entrada gratuita.

Esta atividade traz como foco a valorização da cultura popular materializada pelo saber e pelo fazer sobre peças têxteis. A partir de uma roda de conversa mediada por Vera Lúcia Silva, a comunidade será convidada a trocar experiências e práticas relacionadas ao ofício do crochê.

A oficina está relacionada à Exposição Temporária “Feito à mão: representações do acervo têxtil do Madp”, também se fazendo presente na programação do 4º Dia Estadual do Patrimônio.

O evento busca interligar atividades de nível estadual para fortalecer o reconhecimento e  valorização das referências culturais regionais, especialmente com ações que busquem refletir sobre os direitos e deveres com relação ao patrimônio cultural. 

 


Exposição Conhecer para Preservar retorna ao Museu com o tema “crise climáticas”

Durante o mês de Junho, o Museu Antropológico Diretor Pestana - Madp, volta a receber a tradicional exposição “Conhecer para Preservar”. A mostra, que já teve diversas edições, retorna de forma presencial para o Museu. Promovida pelo curso de Ciências Biológicas da Unijuí e demais entidades, a temática deste ano aborda as “Crises Climáticas”, propondo o debate sobre as complicações e problemas que o planeta Terra acumula. Ocupando o espaço temporário, a mostra estará disponível para o público a partir do dia 06/06, finalizando as atividades no final do mês de junho. No conjunto da exibição, uma oficina e duas sessões de documentário estarão presentes no cronograma.

A exposição quem tem objetivo trazer informações gerais sobre as causas, efeitos e consequências relacionadas à crise climática, tem em seu time de organização, integrantes do Programa de Educação Tutorial (PET), alunos dos cursos de Ciências Biológicas da Unijuí, contribuintes do Madp e Colégio Evangélico Augusto Pestana (Ceap). E conta com apoio financeiro da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) de Ijuí a partir do Fundo Municipal de Meio Ambiente (FMMA). 

Em parceria com a Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural (Aipan) duas sessões de documentário estão agendadas para compor as atividades da exposição. Nos dias 13 e 14, a obra “Campanha contra o Clima” estará sendo exibida no Auditório do Madp. O filme europeu, lançado em 2020, busca levar aos espectadores a conscientização acerca do tema trabalhado. Já no dia 21, haverá a Oficina de Compostagem, que ensinará os participantes técnicas de descartes biodegradáveis e práticas de preservação da natureza.

Para mais informações sobre agendamentos de horários para visitas ou informações complementares, entre em contato com o Madp,  telefone (55) 3332-0257 ou pelo e-mail madp@unijui.edu.br . Fazendo parte do conjunto de exposição do Museu, o ingresso tem custo individual de R$8,00 - existindo opções de desconto para grupos e estudantes.


Museu recebe Exposição Arte & Poesia de escritores e artistas locais

Na tarde de terça-feira, dia 17 de maio, o Museu Antropológico Diretor Pestana (Madp) promoveu a vernissage de lançamento da exposição “Arte & Poesia”, mostra organizada pela Associação de Artistas Visuais de Ijuí (AAVI ) com apoio do Círculo de Escritores de Ijuí - Letra Fora da Gaveta. O projeto busca unir artes plásticas e poemas criados por artistas e autores locais. 

Situada no espaço Ijuí Hoje, da Exposição de Longa Duração do Madp, a mostra busca apresentar à comunidade o trabalho dos integrantes de ambas as associações. Os artistas selecionaram poemas escritos pelos associados do Círculo, e a partir dos textos criaram obras que pudessem se relacionar entre si. 

Essa será a primeira exposição coletiva semestral em que a AAVI realizará em parceria com outra associação. Sendo também a primeira com uma temática generalizada, onde as poesias norteiam as criações de cada artista. 

A mostra fica no Madp até 30 de junho. O ingresso à exposição de Longa Duração tem custo de R$8,00, com desconto de 50% para estudantes e isenção à terceira idade e crianças. O Museu tem funcionamento no  horário comercial, exceto segunda-feira de manhã e sexta-feira à tarde. 

Livro - Em conjunto ao pontapé da mostra artística, Maria Beatriz da Ros, lançou o livro “Contos Diversos”, que traz contos escritos por seu pai, o ijuiense major-aviador Cyrillo Da Ros. Os textos falam sobre a vida na década de 1940, época em que trabalhava no Correio Aéreo Nacional. 

Era ela, ainda na adolescência, quem datilografava os contos produzidos a partir de 1964, quando o militar entrou para a reserva. Em uma pequena cerimônia de fotos e autógrafos a autora agradeceu ao Madp por ceder o espaço, e a todos que ali estavam presentes.